14 de out de 2009

Top 5 - Métodos de tortura mais usados no mundo!

Não há praticamente nenhuma diferença entre a tortura física e a psicológica: ambos são muito parecidos, de tal forma que não se deve separar os efeitos de um e de outro:





  • Espancamento
Em um estudo feito com 69 refugiados, 97% dos sobreviventes relataram ter sofrido algum tipo de golpe nas mãos. A tortura por espancamento pode ser tão simples quanto socar, estapear ou chutar a vítima. Entretanto, esse tipo de tortura pode ser utilizado em conjunto com outros métodos. Combinações de diversos tipos de tortura, incluindo golpes e choques elétricos são comuns. Os golpes podem também ser dados com a ajuda de instrumentos como mangueiras, cintos, bambus, bastões e outros tipos de armas similares.
Relato: Os tibetanos detidos nas prisões chinesas nos anos 80 e 90 contam que sofreram combinações de diversos tipos de tortura, incluindo golpes e choques elétricos.


  • Choques elétricos
Os choques são usados como método de tortura porque são baratos e eficazes. Além disso, os choques elétricos quase não deixam vestígios. Um expert sugere que torturadores preferem torturas elétricas, pois as únicas marcas deixadas por elas são pequenas queimaduras e é muito fácil alegar que esses ferimentos foram causadas pelos próprios torturados.
Relato: Um sobrevivente checheno de 22 anos conta que foi torturado pelos militares russos (em inglês) com o uso da eletricidade: "eles me deram choques elétricos nas unhas das mãos e dos pés para que eu fosse obrigado a arrancá-las depois"


  • Abuso sexual
O estupro é uma forma muito comum de tortura, sobretudo em tempos de guerra. Homens, mulheres e crianças têm sido estuprados durante conflitos em todo o mundo. Tanto homens quanto mulheres são vítimas de abusos sexuais. Independentemente do agressor usar seu próprio corpo ou algum outro instrumento, qualquer forma de penetração forçada no corpo da vítima deve ser considerada estupro. Ambos os sexos geralmente têm as mesmas dificuldades decorrentes da violência sexual e muitas vezes precisam de ajuda para voltar a ter uma vida sexual normal. Embora o abuso sexual tenha uma definição específica, alguns especialistas afirmam que toda tortura é um forma de abuso, pois o corpo da vítima é violentado.
Relato: De acordo com os relatos das vítimas, os soldados chegaram a dizer que elas "seriam mantidas vivas para que pudessem morrer de tristeza"


  • Pendurar a vítima pelos membros
Durante a Guerra do Vietnã, os vietcongues usaram uma forma de tortura chamada "cordas". Ela geralmente consistia em amarrar os cotovelos atrás das costas e puxar até que eles se tocassem ou até que as costas se arqueassem com a corda esticada dos pés à garganta. A tensão provocada nos músculos por esse tipo de tortura pode causar danos permanentes aos nervos.
Relato: A turca Gulderen Baran foi torturada pela polícia quando tinha apenas 22 anos. Além de sofrer outros tipos de tortura, ela foi pendurada pelos braços, presos em uma cruz de madeira, com seus pulsos amarrados atrás das costas. Baran perdeu a força e o movimento em um braço e outro ficou completamente paralisado


  • Simulações de execuções
A simulação de execução ocorre quando a vítima acha que vai ser morta ou que algum de seus entes queridos foi ou será morto. Uma das modalidades desse tipo de tortura pode ser ameaçar a vítima de morte, ou vendar seus olhos, colocar uma arma descarregada em sua nuca e apertar o gatilho. Qualquer ameaça de morte está incluída na categoria de execução simulada. O water boarding é um exemplo de execução simulada que consiste em imobilizar a vítima, cobrir nariz e boca e jogar água em seu rosto para que pense que está se afogando.
Relato: Em 2005, um iraquiano interrogado por roubar uma loja de armas foi obrigado a escolher um de seus filhos para morrer pelo seu crime. Os torturadores, então, levaram o filho para a parte de trás de um prédio, fora da visão do homem, e atiraram, fazendo-o pensar que seu filho havia sido executado.



Veja também:



Related Posts with Thumbnails

2 Comentários:

Letícia Kanesaki 18 de outubro de 2009 07:58  

Já me contaram uma vez que esturpo é só quando ocorre penetração vaginal, o resto é abuso, quem me contou faz direito, mas sei lá, né? vai que num assiste as aulas direito. UOASHEUHAOUSE

mas não estou muito certa disso

DafnE @CuriosidadeS_EstranhaS 22 de abril de 2014 19:11  

ParabénS À TodoS DO OuçA AltO PelA PostageM. SÓ PassandO PrA FalaR QuE UltimamentE EstãO UtilizandO UM MétodO TerríveL DE TorturA: A PessoA É ColocadA AmarradA E AmordaçadA EM UmA SalA CoM DuaS CaixaS AcústicaS QuE EmiteM SonS E RuídoS DissonanteS E EnsurdecedoreS. A VítimA FicA DeitadA EntrE AS DuaS CaixaS, DE ModO QuE CadA CaixA FiquE NA AlturA DE UM DE SeuS OuvidoS. O TorturadoR DeixA A VítimA LÁ AtÉ QuE ElA NãO SuportE O SoM E PassE A SentiR DoreS E UM IncômodO TerríveL. IssO PodE CausaR ProblemaS ComO PerdA AuditivA E DoreS NoS OuvidoS, AléM DE UM ZumbidO AgudO E ContínuO QuE AcompanharÁ A VítimA PelO RestO DE SuA VidA.

Related Posts with Thumbnails

oucaalto.blogspot.com no linkto Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar aos Favoritos diHITT