13 de out de 2009

Indústria pornográfica pede ajuda ao governo!

A indústria pornográfica mantinha um interesse casual em trama e diálogo. Mas atualmente os cineastas estão se concentrando cada vez menos em narrativas. Em vez disso, eles estão filmando cada vez mais cenas curtas que podem ser carregadas facilmente em sites e vendidas em grupos de vários minutos.

"Na internet, a atenção média é de três a cinco minutos, nós temos que atender a isso." disse Steven Hirsch, copresidente da Vivid Entertainment.



Hoje em dia, ninguém mais compra filmes pornô, a internet contém o maior acervo do planeta, e o melhor de tudo, gratuito. A queda da venda de DVDs caiu mais de 50% nos últimos anos. Larry Flynt, o editor da revista Hustler, e Joe Francis, responsável pela revista Girls Gone Wild, pediram ao Congresso 5 bilhões de dólares para alavancar sua indústria da crise que afeta toda a economia do país.

Os grandes estúdios, como Vivid e Digital Playground, recorreram ao modelo de assinatura, cobrando taxas mensais para o acesso a seus sites e anunciando a frequência com que adicionam novos videoclipes.



"Eu costumava ter um diálogo, fazer apenas uma cena de sexo atrás da outra não é tão divertido", disse Natalie Oliveros, uma das maiores estrelas da indústria.

Related Posts with Thumbnails

1 Comentários:

Anônimo 14 de outubro de 2009 12:40  

com os pornotube da vida... ninguem mais compra dvd porno... é mto mais facil ver td on line...

e como vc msm disse: tudo de graça!

belo post... parabens pelo blog

Related Posts with Thumbnails

oucaalto.blogspot.com no linkto Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar aos Favoritos diHITT